Autonomia Escolar na Nicarágua

Esta publicação também está disponível em: Inglês Espanhol

Em 1993, o Ministerio de Educación (MED) da Nicarágua iniciou a implantação de um programa de autonomia escolar através do qual cada escola recebe uma transferência fiscal que é  administrada por um conselho escolar local no qual os pais de alunos constituem a maioria. Em princípio, o conselho tem plena autoridade sobre a aplicação das verbas e éresponsável pela contratação e demissão  dos professores e do diretor da escola. Os pais podem recompensar diretamente os bons professores e cobrar resultados do sistema. Pela primeira vez os pais de alunos de uma escola pública podem opinar e serem ouvidos.

Downloads